A WIZO marcou presença no Congresso Judaico Mundial

0 comentários
A WIZO marcou presença no Congresso Judaico Mundial

Realizou-se em Nova York, de 23 a 25 de abril, a XV Assembléia Plenária do Congresso Judaico Mundial (WJC), com a participação de mais de 600 delegados de 90 países.

A WIZO Brasil esteve presente na pessoa de Iza Mansur, ex Presidente da WIZO S. Paulo e Representante da WIZO América Latina junto ao Congresso Judaico Mundial, acompanhada de Ana Marlene Starec, Presidente de Honra da WIZO Brasil.

Também compareceram representantes da Naamat.Pioneiras do Brasil.

Durante o evento, com a eleição dos membros do Comitê Executivo do Congresso Judaico Mundial, o Sr. Ronald S. Lauder, dos Estados Unidos, foi reeleito seu Presidente.

Na ocasião, Esther Mor, Presidente da WIZO Mundial, foi também eleita uma das Vice-Presidentes do WJC, representando as Organizações Internacionais.

Adrian Werthein, da Argentina, foi escolhido para novo Presidente do Congresso Judaico Latino Americano (LAJC), sucedendo Jack Terpins, do Brasil, que foi nomeado presidente honorário.

Fato importante a ser destacado foi a presença, pela primeira vez, de um Secretário Geral das Nações Unidas num encontro internacional de líderes judaicos. António Gutierrez, de Portugal, atual Secretário Geral da ONU, prometeu “estar na linha de frente na luta contra o antissemitismo e garantir que as Nações Unidas sejam capazes de conduzir todas as ações possíveis para que o antissemitismo seja condenado e, se possível, erradicado da face da Terra”. Disse ainda que “Israel precisa ser tratado como qualquer outro país membro das Nações Unidas, que tem um inegável direito de existir e de viver em paz e segurança com seus vizinhos”.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, enviou mensagem em vídeo, na qual, em referência ao Yom Hashoah, Dia em Memória do Holocausto, relembrou os horrores do nazismo, o assassinato de 6 milhões de judeus e o nascimento do Estado de Israel como símbolo da força e perseverança do povo judeu. Afirmou ainda: ”Precisamos acabar com o preconceito e o antissemitismo em qualquer lugar que seja encontrado. Precisamos derrotar o terrorismo e não podemos ignorar as ameaças de um regime que fala abertamente na destruição de Israel. Não podemos deixar que isso seja siquer pensado.”

A Assembléia Plenária do Congresso Judaico Mundial aprovou diversas resoluções referentes às principais questões que o mundo judaico enfrenta, incluindo antissemitismo, partidos políticos extremistas, processo de paz no Oriente Médio e combate ao ódio na internet.